distribuição 4.0

O que é distribuição 4.0?

Ultimamente se houve muito falar em Indústria 4.0, RH 4.0, logística 4.0, consultoria 4.0, distribuição 4.0 e por ai vai, mas o que significa o 4.0?

A versão 4.0 em questão veio do termo da industria 4.0 projeto de estratégias do governo alemão voltada à tecnologia. O termo foi usado pela primeira vez na Feira de Hannover em 2011, o sucesso da industria 4.0 é tão grande que surgiram todas as outras pensando na mesma plataforma.

Um pouco sobre a Indústria 4.0

Para podermos explicar melhor sobre a Distribuição 4.0 temos que detalhar um pouco mais como nasceu a indústria 4.0 e que deu origem a todas as outras.

Em Outubro de 2012 o grupo responsável pelo projeto, ministrado por Siegfried Dais (Robert Bosch GmbH)  e Kagermann (acatech) apresentou um relatório de recomendações para o Governo Federal Alemão, a fim de planejar sua implantação.

Então, em Abril de 2013 foi publicado na mesma feira um trabalho final sobre o desenvolvimento da industria 4.0. Seu fundamento básico implica que conectando máquinas, sistemas e ativos, as empresas poderão criar redes inteligentes ao longo de toda a cadeia de valor que podem controlar os módulos da produção de forma autônoma.

Ou seja, as indústrias inteligentes terão a capacidade e autonomia para agendar manutenções, prever falhas nos processos e se adaptar aos requisitos e mudanças não planejadas na produção.

Powered by Rock Convert
Quem já não ouvir falar em AI (Inteligencia Artificial), IoT, RFID, Big Data, voice picking, vision picking entre outras? Se você não ouviu falar em nenhuma não se preocupe pois é o momento certo de começar a estudar e entender um pouco mais e colocar em prática essa nova tendencia.

É uma tendencia no setor de distribuição e que já é uma realidade! E digo mais, NÃO É FUTURISTA, muitas empresas já estão trabalhando baseado na tecnologia 4.0.

Quando falamos nas mudanças não estamos falando de grandes exageros e altos custos de investimentos em sua distribuidora e sim de novas tecnologias já disponíveis no mercado e algumas delas com baixo custo, esse lance de bloco de pedido, planilhas, rascunhos serão extintos por essas tecnologias.

Nesse contexto surge o conceito da Distribuição 4.0, um modelo capaz de proporcionar aos distribuidores os benefícios que um conjunto de tecnologias podem trazer, com foco, principalmente em aumento da performance e da produtividade da empresa.

As mudanças começam no dia a dia dos processos de cada distribuidoras, padronizando processos e garantindo a qualidade nas informações vindas dos operadores e colaboradores da empresa.

Tecnologia 4.0 nos setores da empresa

Setor de Compras

Pensando na jornada do setor de compras na distribuição, uma empresa que aplica a tecnologia 4.0, faz o recebimento das mercadorias por meio de coletores de dados, identifica as caixas no centro de distribuição da empresa usando a tecnologia de etiquetas de RFID e faz o processo de separação por voice ou vision picking (tecnologia que passa as atividades diárias via fone de ouvido e mensagens de voz, deixando o profissional com as mãos livres), ao invés daquela velha e tradicional prancheta e, até mesmo, de qualquer equipamento móvel.

Só aqui, já conseguimos enumerar alguns saltos de produtividade e eficiência, com rastreabilidade das mercadorias, redução do risco de inversão de produtos e, ainda, menor tempo gasto para se fazer o inventário.

Setor de vendas

Agora pensando em algo mais na equipe de vendas externa, imagina o quanto podemos aumentar e escalar os resultados operacionais de vendas, antes os vendedores precisava dos históricos de consumo dos clientes andavam com caixas e mais caixas guardando aquelas antigas fichas de clientes para que pudesse analisar o consumo do cliente o que ele comprou ou não comprou, quando comprou, quantidade comprada, informações que muitas vezes era inválidas e desatualizadas.

ficha de cliente

Um ponto de risco era vender e depois não conseguir entregar, quando dois representante vendia o mesmo produto no mesmo dia por que o saldo para ele era de disponibilidade.

No passado (ou, ainda hoje, para muitas empresas), o distribuidor dependia exclusivamente do seu histórico de vendas, examinado pelo colaborador, e das definições que ele fazia, com base no seu conhecimento e experiência.

Inteligência Artificial (IA)

Porém, com a inteligência artificial podemos ir além. A tecnologia consegue cruzar uma imensa quantidade de dados alfanuméricos e digitais, internos e cruzar com a do mercado, que nenhum ser humano seria capaz de fazer sozinho, e, com isso, apresentar ideias do que ainda está por vir. E, parece que temos muito ainda a aprender!

Um passo adiante, podemos adentrar no universo da Inteligência Artificial, que começa a ser usada a favor dos negócios e, especificamente ao segmento de distribuição, para trazer informações preditivas do mercado. Saber para quem vamos vender e qual o momento certo para aquela super vendas!

Ainda na área comercial, a companhia que vivencia a evolução 4.0 planeja o seu território de vendas por meio de soluções de geoprocessamento e Big Data.

O software analisa e diz se já atende o cliente ou se precisa ser mantida, quais regiões têm maior presença de leads em potencial para o seu negócio e quais eram clientes e os que não compra há mais de X dias(alerta de empresas que precisam ser trabalhadas e indicadores eficientes).

Dessa forma, estamos falando em estratégia de planejamento para potencializar as vendas! Neste caso, essas informações são sincronizadas com o sistema de CRM para controle dos leads de forma efetiva e eficaz.

Vendas B2B ou e-commerce B2B

Vendas B2B ou super vendedores capazes de trabalhar 24 horas por dia 7 dias na semana 365 dias no ano, hoje já existe no mercado plataformas de e-commerce b2b onde não é necessário a presença do representante no “momento da compra do cliente“, com a plataforma é possível que ele faça a compra em qualquer horário e com a politica de preço que foi determinada para ele, pois a plataforma já entende e sabem quem é a empresa que está comprando, os últimos pedidos vendidos, qual o preço, condição de pagamento, transportadora, comissões, limite de compra determinado ao cliente.

ecommercePowered by Rock Convert

A figura do representante comercial a cada dia muda para não só vender e sim ser um consultor de vendas para o cliente, vender o que é necessário para ele.

Vendendo mais com certeza corre muito mais riscos com a inadimplência dos clientes e a análise de crédito é feita por processos tradicionais pelas empresas.

Isso resulta em custos extras para acesso dessas informações e com uma base de dados limitada de consulta e com a inteligencia Artificial ela é capaz de avaliar cenários.

O comportamento de pagamentos de clientes, não apenas pela forma como se relacionam com a empresa, mas com o mercado, em geral. Essa forma mais completa, além de segurança, previne riscos de solvência e melhora as negociações.

As empresas estão mudando a forma de entender o seu negócio para atender seus clientes, estão em busca de uma gestão capaz de fornecer a informação certa, na hora certa e em tempo real, para que as melhores decisões sejam tomadas, no momento em que são necessárias e por qualquer tipo de pessoa.

Não ache que a tecnologia de Distribuição 4.0 é somente para grandes empresas, essa tecnologia já é uma verdade e vai atingir as distribuidoras que não estão correndo atras de mudar o conceito e processos, gostou do artigo compartilhe com seus amigos!

Powered by Rock Convert

Quer saber mais sobre gestão e vendas? Assine nossa newsletter!

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.